Skip to content

Catástrofe ferroviária na Bélgica : 19ª vítima é um recém-nascido

20/02/2010

O pior acidente ferroviário desde 1954

Enquanto decorrem os trabalhos de inquérito às causas do acidente da passada segunda-feira, o quotidiano belga “La Dérniére Heure” revela hoje que a 19ª vítima da catástrofe ferroviária de Hal, na Bélgica, é um recém-nascido – uma menina baptizada como “Alayna” – que nasceu no preciso momento do acidente: o parto teria sido provocado pelo choque.
O bebé e a mãe, cujas cerimónias fúnebres foram ontem celebradas, constam entre a lista oficial das dezanove vítimas do acidente onde se registaram também 162 feridos, onze em estado grave.
Segundo o procedimento administrativo habitual naquele país, o nascimento e a morte do bebé foram feitos no mesmo momento tendo a criança sido baptizada “Alayna”.
A mãe da criança, Suzan Demirci, 32 anos, de origem turca, estava grávida de oito meses e era responsável dos serviços de recursos humanos no hospital de Brugmann em Bruxelas.
O condutor de um dos dois comboios envolvidos directamente no acidente – registaram-se vítimas num terceiro que circulava numa via paralela – sobreviveu à catástrofe e negou aos investigadores ter ultrapassado o sinal vermelho antes do choque.

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: