Skip to content

Branson e Rowling confirmam jantar com os McCann

24/01/2010

J.K.Rowling e Richard Branson

Milionários em jantar do 1000° dia do desaparecimento de Maddie

Richard Branson e J.K. Rowling já confirmaram a sua presença no jantar organizado por Gerry e Kate McCann no jantar que o casal organiza para assinalar a passagem do 1000º dia desde a desaparição da filha cadete, Maddie.
De acordo com o casal, Madeleine McCann desapareceu a 3 de Maio de 2007 do apartamento que a família ocupava num empreendimento turístico britânico na Praia da Luz, no Algarve.
Os dois milionários, respectivamente o boss do grupo Virgin e a autora dos livros de Harry Potter, constam da lista de convidados – mais de uma centena – que os pais de Maddie querem reunir na próxima semana, a 27 de Janeiro, num dos espaços mais selectos da capital inglesa, o “The Roof Gardens”, em Kensington. O restaurante, situado no centro de Londres, é propriedade de Branson.
De acordo com os organizadores, o evento, onde cada participante pagará cerca de 170 euros, visa angariar fundos para a fundação privada “Find Madeleine” que Gerry e Kate criaram nove dias depois de a filha ter desaparecido, com 50% das somas angariadas a serem revertidas para duas outras associações, estas de carácter público, “Missing People” e “Missing Children Europe”.
Kate e Gerry McCann estiveram recentemente em Lisboa onde assistiram ao inicio do julgamento, no tribunal cível, da providência cautelar que proíbe a venda do livro “Maddie: A Verdade da Mentira” de Gonçalo Amaral, o ex-coordenador da PJ que dirigiu o inquérito ao desaparecimento da criança.

Populares em Torres Vedras para apoio a Amaral

Em Portugal, também o movimento “Projecto Justiça Gonçalo Amaral” agendou um jantar de apoio ao ex-coordenador da Policia Judiciária (PJ).
Aquele organismo, criado por um grupo de cidadãos na sequência da providência cautelar que proíbe a comercialização do livro e do documentário vídeo, quer ajudar a suportar as despesas com a defesa em tribunal de Gonçalo Amaral, cujos bens foram arrestados.
O jantar, com a presença do ex-inspector, vai reunir no “Páteo do Faustino”, em Torres Vedras, mais de duas centenas de populares que vão pagar 15 euros, dos quais 5 revertem a favor do movimento.
O evento está marcado para o dia 10 de Fevereiro, pelas 20h, por sinal o mesmo dia em que a juíza Maria Gabriela Cunha Rodrigues vai ouvir as duas últimas testemunhas apresentadas por Gonçalo Amaral, antes de se proceder à leitura das conclusões finais. Este é o segundo jantar organizado pelo “movimento” que já tinha reunido mais de meia centena de populares em Mafra. De acordo com Luís Arriaga, responsável do “Projecto Justiça” é precedido de uma conferência de imprensa com Gonçalo Amaral.

Español

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: