Skip to content

Aniversário da NATO custou mais de 16,1 milhões de euros

13/11/2009

otansk-02855

"Der Brückenschlag" - Símbolo da cimeira da Nato

As comemorações dos 60 anos da NATO em Estrasburgo, a 3 e 4 de Abril deste ano, assim como a cimeira dos 28 chefes de Estado participantes, custaram ao contribuinte francês, a soma astronómica de 16,1 milhões de euros.
Aquelas celebrações marcaram igualmente o regresso da França ao comando militar integrado da Aliança, que Paris tinha abandonado há 43 anos por decisão do Presidente Charles De Gaulle.
A factura de 16,1 milhões de euros paga pelo Ministério dos Negócios estrangeiros francês não tem em conta as despesas feitas pelo Departamento e pela cidade de Estrasburgo, nem das despesas financiadas directamente pela Alemanha, país co-organizador.
Às despesas oficiais, acrescentam-se ainda as reparações dos estragos causados pelos manifestantes anti-Nato e cujo montante definitivo não é conhecido.
Portugal, que é um dos estados fundadores da Aliança Atlântica, esteve representado pelo primeiro-ministro José Sócrates e pelos ministros Luís Amado e Nuno Severiano Teixeira.
Consequência algo irónica do custo daquela cimeira – uma das mais caras da história, com 28 chefes de Estado, em média cada delegação era composta por trinta pessoas, sem esquecer os três mil jornalistas que acompanharam o evento – o orçamento que o Ministério dos Negócios Estrangeiros da França destina à organização de eventos internacionais em 2010 foi reduzido para mais de metade, passando de 23 milhões de euros para 9,5 milhões de euros. É a crise…

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: