Skip to content

O site que ajuda a dar uma “facada” no casamento

01/11/2009

A versão em português ainda não está disponível, mas já são mil e quinhentos os portugueses, e portuguesas, inscritos no primeiro site internet dedicado às pessoas casadas que pretendem praticar o adultério na mais estrita discrição.

Imagem3

Um site internet para o adultério

O site “www.Gleeden.com”, que se anuncia como “um jardim de felicidade”, ainda não foi lançado oficialmente mas reuniu em poucos dias mais de 60 mil inscritos em toda a Europa e promete uma segurança total àqueles que, casados, têm vontade de se lançar numa relação extraconjugal.
Para já, entre os mil e quinhentos inscritos que residem em Portugal, contam-se 65% de homens e 35% de mulheres, mas, com o lançamento oficial da versão portuguesa antes do final do ano, os responsáveis estão confiantes que esse número venha a aumentar consideravelmente: “a libido dos portugueses não é diferente da dos restantes europeus,” disse uma responsável do site ao 24horas.
Os responsáveis recusam a ideia de que o site possa incentivar o adultério e esclarecem que afinal “apenas responde a uma necessidade. Responde à transformação do casal contemporâneo”.
Os resultados obtidos pelo site, onde a idade média dos inscritos se situa entre os 30 e os 40 anos, revelam que a ideia de uma relação extraconjugal “mais fácil” encanta os participantes a quem nem o preço – pois o site não é gratuito – assusta.
Os preços vão dos 7 euros por 15 créditos (ou entradas efectivas) aos 907 euros do acesso à vida sem qualquer limite: preços que não assustaram os 1500 membros portugueses que já procuram uma maneira segura de enganar os seus respectivos conjugues, alguns deles na vizinha Espanha onde o site já conta com 3500 adeptos… e adeptas!
Para ultrapassar o eventual sentimento de culpa, os responsáveis do “Gleeden“ não hesitam em avançar com as estatísticas: 75% dos infiéis nunca se arrependeram.

também no 24horas

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: