Skip to content

“Maddie, a verdade da mentira” proibido

09/09/2009
Capa do livro de Gonçalo Amaral

Capa do livro de Gonçalo Amaral

O livro que Gonçalo Amaral, o ex coordenador da Policia Judiciária, escreveu sobre o desaparecimento de Madeleine McCann na Praia da Luz, Algarve, está proibido e todos os exemplares ainda disponíveis têm de ser retirados da venda.
A 13ª Vara Cível de Lisboa deferiu hoje a providência cautelar apresentada pelo casal McCann, proibindo assim a venda do livro de Gonçalo Amaral que defende a tese da morte da menina e a eventual responsabilidade de Kate e Gerry McCann.
A decisão do tribunal implica ainda que seja proibida a distribuição do documentário com base no mesmo livro, e que chegou a ser exibido pela TVI e distribuído em DVD pelo Correio da Manhã.  Quer a Valentim de Carvalho quer a editora Guerra e Paz ficam obrigadas a recolher todos os exemplares ainda existentes e proibidas de cederem para outros países os direitos de exibição do vídeo e de venda do livro.
Gonçalo Amaral, que recentemente pretendia recuperar os seus direitos de autor a fim de publicar ele mesmo o seu livro em inglês, ficou proibido de prestar declarações ou de comentar publicamente o conteúdo do livro ou do vídeo.

Duarte Levy

FrançaisEspañol

4 comentários
  1. manuel colona permalink
    09/09/2009 22:26

    Já há censura outra vez em Portugal? Bravo ao Santo Ofício!

  2. Justiceira - Portugal permalink
    09/09/2009 17:04

    Isto é DEMAIS….será que somos unma colónia de Inglaterra?…
    Até dá vómitos!

  3. Remedios permalink
    09/09/2009 14:47

    POR AHORA SIN PALABRAS.

Trackbacks

  1. Tribunal probe livro e filme de Gonalo Amaral sobre Maddie - FRUM AUTOHOJE ONLINE

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: