Skip to content

Maddie: suspeita esperava a entrega de uma criança

07/08/2009

Detalhes no 24 horas de esta manhã

Detalhes no 24 horas

Detectives procuram mulher australiana “parecida com Victoria Beckham”

Uma mulher “parecida com Victoria Beckham” com sotaque australiano ou neo-zelandês é a nova suspeita no desaparecimento de Madeleine que os detectives privados contratados pelos pais da criança querem agora encontrar. A informação foi ontem revelada em Londres numa conferência de imprensa onde Clarence Mitchell, porta-voz do casal McCann, e Dave Edgar, um dos detectives privados, apresentaram o retrato-robot da mulher, efectuado a partir do testemunho de dois turistas ingleses que afirmam ter falado com a mulher em Barcelona, três dias depois do desaparecimento de Maddie na Praia da Luz em Maio de 2007.
As novas testemunhas são dois homens ingleses que iam de bar em bar, acompanhados por um grupo de amigos, cerca das duas da manhã no dia 6 de Maio de 2007 numa zona conhecida pelos bares e restaurantes frequentados habitualmente pelos turistas britânicos – durante a conferência de imprensa Clarence Mitchell especificou que as duas testemunhas “não estavam bêbadas”.
Os dois homens, que estranhamente esperaram mais de dois anos para se fazerem conhecer, não estão de acordo quanto à origem do sotaque mas afirmam que a mulher também falava espanhol ou catalão e descrevem-na como tendo 1,50 m de altura, magra, com idade entre 30 e 35 anos. No dia do encontro ela vestia calças de ganga e um top de cor pastel.

Clarence Mitchell e a alegada suspeita

Clarence Mitchell e a alegada suspeita

“As duas testemunhas são fiáveis,” disse Clarence Mitchell ao 24 horas explicando que de acordo com os dois homens, a mulher estava na marina do Porto Olímpico de Barcelona junto do bar “El Rey de la Gamba” onde confundiu um dos homens com alguém que ela esperava.
De acordo com uma fonte próxima da investigação, a mulher esperava que lhe fosse entregue uma criança e teria confundido um dos ingleses que agora contactaram os detectives do casal McCann com a pessoa que supostamente lha deveria entregar – “é você que me vem entregar a menina?” terá perguntado a mulher.
Com uma apresentação que revelava uma pessoa com meios financeiros, a mulher estaria nervosa e insistiu por diversas vezes junto da testemunha acerca da entrega da criança.
A mesma fonte revelou ainda ao 24 horas que a Policia Judiciária já foi informada desta nova pista, facto que não é no entanto confirmado oficialmente.
“O conteúdo da conversa é potencialmente significativo” e pode ajudar a explicar o que aconteceu a Madeleine, disse Clarence Mitchell.
Os detectives privados acreditam agora que Maddie pode ter sido transportada de barco para Barcelona.
Segundo o porta-voz de Kate e Gerry McCann, os pais de Madeleine encaram esta pista como sendo a “mais importante” que lhes foi dada a conhecer desde o desaparecimento da menina.

Policias na ignorância

Um porta-voz da Policia Federal Australiana – Australian Federal Police (AFP) – confirmou ao 24 horas que as autoridades “nesta fase não estão a investigar nenhuma das alegações,” acrescentando que nem que os agentes britânicos, nem os portugueses apresentaram até ao momento qualquer pedido de assistência. Também a polícia espanhola, contactada pelo 24 horas, afirmou desconhecer esta nova pista.
Confrontado com esta informação o ex-policia Dave Edgar disse ao nosso jornal que “se chegarem a uma linha de investigação forte, então vão entregar o inquérito às autoridades”, o que não acontece no momento.
Madeleine McCann desapareceu na noite de 3 de Maio de 2007 no apartamento de férias que os seus pais ocupavam no complexo turístico “Océan Club” na Praia da Luz, no Algarve. O caso foi arquivado por decisão do Ministério Público mas continua ainda hoje a ser seguido com atenção pela opinião pública internacional, dividida entre as suspeitas de rapto e as suspeitas do envolvimento dos pais, Kate e Gerry McCann, acusados de não terem colaborado com a Policia Judiciária (PJ) durante o inquérito oficial.
A policia do Leicestershire, área de residência de Kate e Gerry McCann, revelou no inicio desta semana ter gasto mais de 880.000 euros nas investigações ao desaparecimento de Madeleine, números que não incluem as despesas feitas directamente pelo governo britânico.
A revelação desta alegada nova pista surgiu logo após o anuncio em Portugal de que Gonçalo Amaral estaria a reunir novos elementos que metem em causa a tese do rapto e que poderiam reabrir o processo. Gonçalo Amaral foi o coordenador do Departamento de Investigação Criminal (DIC) da Policia Judiciária (PJ) de Portimão que dirigiu as investigações ao desaparecimento de Maddie e que acabou por ser afastado do inquérito depois de os pais de Madeleine terem sido constituídos arguidos em Setembro de 2007.

Um corte de cabelo oportuno

Victoria Beckham

Victoria Beckham

Os Beckham pela segunda vez no caso Maddie – O retrato robot da mulher, supostamente australiana, apresentado ontem em Londres tem algumas semelhanças com Victoria Beckham porque esta tem agora o cabelo curto, cortado muito recentemente, o que não acontecia em Maio de 2007 quando Madeleine McCann desapareceu do apartamento de férias na Praia da Luz.
“Estamos seguros de que não se tratava de Victoria,” ironizou Dave Edgar, um dos ex-policias ingleses que estão a investigar o desaparecimento de Maddie.
A ex Spice Girls, é casada com o futebolista britânico David Beckham que também participou na campanha lançada por Kate e Gerry McCann poucos dias depois do desaparecimento da filha.
A 12 de Maio de 2007 David Beckham também apareceu na televisão a pedir ajuda e informações para encontrar Madeleine.
“Nós precisamos de fazer tudo o que é possível para ajudar a policiar,” foi o apelo lançado na altura por Beckham, ao qual se associaram outros futebolistas como o português Cristiano Ronaldo ou ainda Paulo Ferreira e Manuel Fernandes.

Duarte Levy também no 24horas

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: