Skip to content

Maddie: detectives procuram australiana “parecida com Victoria Beckham”

06/08/2009
A mulher “parecida com Victoria Beckham”...

A mulher “parecida com Victoria Beckham”...

(Londres – 00h31) Uma mulher “parecida com Victoria Beckham” com sotaque australiano ou neo-zelandês é a nova suspeita no desaparecimento de Madeleine McCann que os detectives privados contratados pelos pais da criança querem agora encontrar. A informação vai ser revelada esta manhã em Londres numa conferência de imprensa onde os dois ex-policias vão igualmente apresentar uma imagem da suspeita baseada nos testemunhos de dois turistas ingleses que afirmam ter falado com a mulher em Barcelona, três dias depois do desaparecimento de Maddie na Praia da Luz em Maio de 2007.
Os dois homens, que estranhamente esperaram mais de dois anos para se fazerem conhecer, não estão de acordo quanto à origem do sotaque mas afirmam que a mulher também falava espanhol ou catalão e descrevem-na como tendo 1,50 m de altura, magra, com idade entre 30 e 35 anos. No dia do encontro ela vestia calças de ganga e um top de cor pastel.
De acordo com as testemunhas, a mulher estava na marina de Barcelona junto do bar “El Rey de la Gamba” onde confundiu um dos homens com alguém que ela esperava – foi o conteúdo dessa conversa que convenceu os detectives de que a alegada suspeita tem informações acerca do que aconteceu a Maddie.
Um porta-voz da Policia Federal Australiana – Australian Federal Police (AFP) – já confirmou que as autoridades “nesta fase não estão a investigar nenhuma das alegações,” acrescentando que as autoridades britânicas não apresentaram qualquer pedido de assistência.
A policia do Leicestershire, área de residência de Kate e Gerry McCann, revelou no inicio desta semana ter gasto mais de 880.000 euros nas investigações ao desaparecimento de Madeleine, números que não incluem as despesas feitas directamente pelo governo britânico.
A revelação desta alegada nova pista surgiu logo após o anuncio em Portugal de que Gonçalo Amaral estaria a reunir novos elementos que metem em causa a tese do rapto e que poderiam reabrir o processo. Gonçalo Amaral foi o coordenador do Departamento de Investigação Criminal (DIC) da Policia Judiciária (PJ) de Portimão que dirigiu as investigações ao desaparecimento de Maddie e que acabou por ser afastado do inquérito depois de os pais de Madeleine terem sido constituídos arguidos em Setembro de 2007.

One Comment
  1. anonimo permalink
    06/08/2009 11:56

    mais dois aldrbões com mais duas aldrbices……..enfim,…o costume.
    Andam esses enegúmenos a querer sacar dinheiro à custa de uma menina
    que `já morreu há mais de 2 anos.
    Não são inconcientes!
    Eles sabem que são criminosos…….e refinados agiotas!
    Valha-nos Deus………..

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: