Skip to content

Até quando vai o MP guardar o caso “Maddie” na gaveta?

14/04/2009
Ler também: Casal McCann furioso com documentário

Foi através de um comunicado que, a 21 de Julho de 2008, a Procuradoria-Geral da República anunciou aquilo que já se fazia esperar: o arquivamento do caso Maddie, por alegada falta de provas de que tenha sido cometido qualquer crime.
Uma decisão incompreensível quando, passados 14 meses do desaparecimento de Madeleine McCann, ainda existiam inúmeras diligências por efectuar, testemunhas por ouvir e, mais importante, uma criança por encontrar.
Agora, e de acordo com as afirmações do próprio PGR, o caso Maddie poderia ser reaberto com o aparecimento de novos elementos mas, apesar de diversos testemunhos e documentos terem surgido, o MP não manifestou a mais pequena intenção de dar continuação ao trabalho de investigação feito pela PJ de Portimão.

Mais incompreensível ainda, inúmeros documentos do processo têm vindo de Inglaterra para as mãos de jornalistas, e todos apontam para uma clara ingerência das autoridades britânicas numa investigação que já teve pernas para andar. Por compreender fica igualmente a decisão do MP de não levar perante a justiça todos aqueles que tudo fizeram para atrasar e prejudicar o inquérito: os detectives privados espanhóis, António Toscano e as suas falsas alegações, etc.
Gonçalo Amaral, afastado do caso alegadamente por ter prestado declarações a um jornalista, continua a clamar ter sido vítima de pressões políticas e diplomáticas, o que se veio aliás a precisar em documentos internos do Home Office inglês e da própria polícia.
Hoje, quase dois anos depois da morte de Madeleine McCann, a quase totalidade dos indícios recolhidos e analisados pelo laboratório inglês foram destruídos, ou encontram-se em parte incerta, e ninguém sabe ao certo qual seria o famoso elemento que o MP espera para reabrir o caso, pois, até agora, todos têm sido ignorados.
Várias tentativas foram feitas até agora, e mesmo com imagens e documentos que chegaram à polícia, o MP continua a ignorar a verdadeira questão: o caso Maddie já não é um caso dos McCann mas sim um caso de uma sociedade que precisa de conhecer a verdade.

Duarte Levy

English

One Comment
  1. 14/04/2009 17:34

    ¿Quosque tandem, señor Fiscal?

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: