Skip to content

Não foi feita reconstituição “porque isso apenas servia para o trabalho da polícia”

06/04/2009

Ler ainda: Padre Pacheco recusou “circo” mediático

Kate e Gerry McCann, assim como os 7 amigos ingleses, “não vieram participar na reconstituição que a Policia Judiciaria tinha pedido anteriormente “porque isso apenas servia para o trabalho da polícia” e não ajudava em nada a procura de Madeleine.
Para o porta-voz do casal, só com um documentário na televisão é que as pessoas podem ver o que se passou naquela noite.
Em declarações ao 24 horas, Clarence Mitchell, o porta-voz de Kate e Gerry McCann lamentou o incómodo que as filmagens tivessem causado aos habitantes e ao turismo de Praia da Luz e confessou ter ficado surpreendido com as reacções que pode observar, mas reafirmou que “é necessário que as pessoas compreendam que as novas pistas reveladas pela investigação privada em curso na região têm de ser complementadas com este documentário.”
“Nós já pedimos desculpas pelo incómodo que viemos causar à população de Praia da Luz mas têm de compreender que os pais de Maddie vêm neste documentário uma necessidade para continuarem as investigações ao paradeiro da filha,” disse o porta-voz dos McCann que mais uma vez fez questão de sublinhar que “não existem provas de que Maddie está morta,” apesar de reconhecer que, “pela lógica” muitos possam pensar o contrário.
Os dois investigadores privados que acompanharam todas as filmagens vão continuar em Portugal e esperam que a transmissão do documentário, que terá tido em conta “novas pistas” obtidas em testemunhos recolhidos na Praia da Luz, possam agora ajudar a encontrar o rasto de Madeleine.
De acordo com Clarence Mitchell, “pistas descartadas pela Policia Judiciária” estão ainda a ser seguidas pelos investigadores.
O especialista em comunicação e relações públicas, confirmou que os actores e tudo o que dizia respeito às filmagens estava a ser pago pela Mentorn Media, a empresa que está a produzir o documentário que Channel Four vai transmitir dia 7 de Maio em Inglaterra. Um donativo será igualmente feito
“Em Portugal o documentário pode ser transmitido igualmente no dia 7 de Maio, algumas horas depois de Channel Four o ter feito,” disse Clarence acrescentando que “tudo depende do acordo final com a SIC.
Questionado acerca das suas próprias despesas, Clarence confirmou que “por uma questão prática” tudo é pago pelo fundo Find Madeleine, acontecendo o mesmo com Gerry, Jane Tanner e Matthew Oldfield, acrescentando que tudo o resto é pago pela Mentorn Media e pelo canal de televisão Channel Four.
Já em relação ao segundo aniversário do desaparecimento de Madeleine, Clarence diz que a família, dadas as reacções da população local, “não vai estar em Portugal no dia 3 de Maio” mas sim em Inglaterra onde “vão ficar em casa e apenas sair para irem à Igreja”.

Duarte Levy

One Comment
  1. marialopes permalink
    06/04/2009 16:35

    e ISSO ( o trabalho da policia ) metia-lhes medo ????

    PORQUÊ ??? PORQUÊ ???? PORQUÊ ????

    ( as saudades que eu tenho da minha idade dos porquês, lol )

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: