Skip to content

McCann lançam campanha no Algarve

24/03/2009
maddie_verdade2

Maddie

A pouco mais de um mês do segundo aniversário do desaparecimento de Madeleine McCann, e alegando que descuidaram os contactos com os habitantes, Kate e Gerry McCann anunciam agora o lançamento de uma nova campanha que visa os residentes de Lagos e do Burgau, as zonas mais próximas do complexo turístico da Praia da Luz de onde terá alegadamente desaparecido a sua filha.

De acordo com a informação do porta-voz do casal, Kate e Gerry acreditam agora que a filha continua viva e que descuidaram os contactos com os habitantes locais, que vão assim receber nas caixas de correio 10 mil panfletos a pedir ajuda, enquanto diversos cartazes vão ser afixados na região.

De acordo com a informação agora disponibilizada pelo casal, nos dias que se seguiram ao desaparecimento de Maddie “nunca foi pedida correctamente a colaboração dos residentes portugueses da Praia da Luz e das áreas circunvizinhas”, tendo “sido colocada mais ênfase nos apelos internacionais”.

O anúncio da campanha, que surpreendeu a grande maioria dos residentes algarvios que contactámos esta manhã, é olhado com desconfiança: “Não acredito que esta gente venha agora dizer que precisam da nossa ajuda depois de terem insultado os portugueses,” disse Rute Fernandes em conversa ao 24horas, acrescentando que “é pura perda de tempo já que não existe uma única pessoa no Algarve que não conheça o caso e que não saiba quem era a menina.”

Durante meses, até à saída de Gonçalo Amaral, a Policia Judiciária investigou inúmeras pistas no Algarve e no estrangeiro, mas acabou sempre por regressar ao grupo dos nove ingleses que acompanhavam Madeleine, entre eles os seus pais, Kate e Gerry McCann. O próprio casal teve no Algarve detectives privados espanhóis e homens de mão britânicos, mas todas as alegadas informações obtidas se revelaram falsas ou sem qualquer interesse para o caso, o que acabou mesmo por acentuar as suspeitas apontadas ao casal.

“A experiência mostra que as respostas cruciais estão na vizinhança imediata, alguém na zona poderia quase de certeza ter a informação vital que poderia ajudar ao retorno de Madeleine à sua família,” argumentam agora os McCann sugerindo ainda que, passados dois anos, alguém pode ter recebido informações que conduzam à solução do mistério e que a informação poderá ser dada de forma anónima através de chamada telefónica, SMS, correio electrónico ou pelo correio.

Duarte Levy (Faro) com o 24horas

12 comentários
  1. 04/04/2009 15:09

    Perante este despudor, a minha desilusão cresce perante esta gente, que pretende fazer dos portugueses e, neste caso particular das pessoas do Algarve – Praia da Luz uns tolos.

    Estas pessoas, depois tudo que disseram negativamente sobre Portugal deveriam ser banidos” do nosso cantinho; e, se querem ganhar dinheiro por conta da negligencia, e sabe Deus mais o quê ( homicídio por negligência?) que vão para Inglaterra donde nunca deveriam ter saído!

  2. 04/04/2009 14:18

    Perante este despudor, a minha desilusão cresce perante esta gente, que pretende fazer dos portugueses e, neste caso particular das pessoas do Algarve – Praia da Luz uns tolos.

    Estas pessoas, depois tudo que disseram de Portugal deveriam ser banidos” do nosso cantinho e, se querem ganhar dinheiro por conta da negligencia, e sabe Deus mais o quê ( homicídio por negligência?) que vão para Inglaterra donde nunca deveriam ter saído!

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: