Skip to content

Europa: Depósitos bancários mais protegidos

16/03/2009

Em resposta à crise que atravessa o sector bancário nos últimos meses, o Parlamento Europeu aprovou uma nova directiva que aumenta de 20.000€ para 50.000€ o valor máximo garantido dos depósitos bancários dos particulares em todos os estados membros da União Europeia. A nova directiva entra hoje em vigor.

Aquela directiva, publicada na passada sexta-feira no “Jornal Oficial da União Europeia”, garante um nível de cobertura mais elevado, diminuindo igualmente o prazo de reembolso previsto. Na prática, a título de exemplo, em caso de falência do banco onde se encontra o seu dinheiro, até um montante máximo de 50.000€, o depositante tem a garantia do Banco Nacional de recuperar o seu dinheiro no prazo máximo de vinte dias.
Até agora o prazo de reembolso previsto era de três meses com a possibilidade de ser prorrogado até nove meses, o que era totalmente “incompatível” com as necessidades dos depositantes.
Se bem que esta situação não se tenha verificado em Portugal, recentemente, o anúncio da perda de valor de certas instituições bancárias nos mercados financeiros, alimentado pelos rumores de falta de liquidez, provocou o pânico de milhares de depositantes que correram de imediato para as suas agências bancárias a fim de recuperar os seus depósitos.
As alterações agora aprovadas visam, segundo a mesma directiva, preservar a confiança dos depositantes e conseguir uma maior estabilidade nos mercados financeiros, o que explica sem dúvida a possibilidade de, até Dezembro de 2010, a cobertura do conjunto dos depósitos de um mesmo depositante poder vir a aumentar até um máximo de 100.000€.
Os montantes agora estipulados quanto à cobertura a ser dada aos depositantes dentro da união europeia é válido mesmo nos países onde o euro não é a moeda em circulação.

Duarte Levy

Os comentários estão fechados.

%d bloggers like this: